“anyone can workout, it takes a yogi to work in”

Costumo mostrar esta frase no final do meu curso de Anatomia para o Yoga. Não digo nada e deixo os alunos pensar um pouco nela e concordar com ela. Depois, explico porque é que eu não concordo.

Vi esta frase em t-shirts, mas foi quando vi um professor de yoga amigo meu, que eu respeito, a postar-la numa rede social que me fez realmente pensar no seu significado. Desde logo não concordei, mas aqui vão as razões porque não:

person carrying black barbell

Photo by Victor Freitas on Pexels.com

Anyone can workout – falso. Quem treina regularmente sabe isto. É preciso muita motivação, muita disciplina e muita força de vontade para treinar regularmente. Obriga a muito sacrifício. Imaginar no fim de um dia de trabalho, cansados, ter de ir treinar… Ou num dia de descanso, agora vou sair daqui para me por a exercitar… Isto sem falar naqueles que treinam com objectivos sazonais de emagrecer para competições, restrição de hidratos de carbono, ou de restrições alimentares impensáveis para o comum dos mortais. Mais, as dores físicas que se sentem nos dias depois dos treinos… Muitas pessoas já passaram por isto. E depois desistiram. Por isto e pelas mais variadas desculpas é que as pessoas desistem dos ginásios e adiam para o Futuro (lugar imaginário, idílico e perfeito onde o tempo não passa e que tudo acontece).

adult brick buddhism concentration

Photo by Fancycrave.com on Pexels.com

It takes a yogi to work in – talvez verdade, mas eu não confio muito. Explicando melhor… O corpo não mente. As pessoas mentem. Aos outros e a eles próprios. Quantas vezes vemos um “mestre iluminado” que pode ate ter muitos seguidores, porque diz umas coisas bonitas. Mas que depois por dentro está completamente podre. Que usa as palavras bonitas para apelar aos outras mudança e melhorias. Que diz coisas muito espirituais, mas que depois de algum tempo os seguidores apercebem-se que é muito: “olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço”. Ou como me aconteceu a mim um desses mestres dizer-me: “não me queres dar isso? Trabalhavas o desapego.” E levou com um: ” vais ter de ser tu a trabalhar a cobiça”. E como se não bastasse ainda tive de ouvir: “eu sou apenas um espelho, faço perguntas para fazer as pessoas pensar e perceber o que têm de trabalhar nelas”. Novamente: as pessoas podem-se enganar e achar que são só luz e que não têm sombra nenhuma. Ou ser vigaristas e estar só a enganar os outros. Por outro lado o corpo não mente. Uma pessoa obesa não pode dizer: eu treino todos os dias. Eu vou para o ginásio levantar peso e depois vou correr e fazer cárdio mais 10 km. Pode-se ver pelo corpo da pessoa…

(Claro que há yogis a sério, e claro que existem algum casos de pessoas que apesar de treinar regularmente não aparentam)

person standing on top of building under blue sky

Photo by theformfitness on Pexels.com

Anyone can workout, it takes a yogi to work in – se o intuito do yoga é o auto-conhecimento, a aprendizagem, o aperfeiçoamento do corpo e mente, a paz e o equilíbrio interior. Então estar-se a comparar e achar melhor que os outros está a destruir todo o propósito desta prática.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: