Massagem Tailandesa

Massagem Tailandesa, Massagem Thai-Yôga, Nuat boran, Nuat Phaen boran e Nuat Thai são alguns dos nomes pelos quais a massagem da Tailândia é conhecida.ArtigoThai05

Tem três principais teorias de origem: 1- A Medicina Chinesa, por se acreditar que chineses da província de GuangXi migraram e se estabeleceram na actual Tailândia trazendo o conhecimento. 2- Ter sido ensinado por um médico Ayurvedico Indiano de seu nome Shivaga Komaraphat (a forma escrita varia consoante a tradução), contemporâneo de Buddha e terapeuta pessoal do Rei há mais de 2500 anos, terá chegado à Tailândia no século III ou II antes de Cristo ao mesmo tempo que o Budismo e é mencionado nos escritos Budistas Theravada (este tipo de Budismo é practicado hoje no Sri Lanka, Nyanmar, Laos, Cambodja e Tailândia). 3- A última teoria é que foi desenvolvida pelos monges Budistas Tailandeses nos templos. A mais popular é que Shivaga incorporou a massagem, a medicina Ayurvedica e o Yôga neste estilo único de massagem. Todas estas teorias têm argumentos a favor e argumentos contra.ArtigoThai06

Independentemente da origem, perdida no tempo e nas guerras com a Birmania, os terapeutas continuam a adorar a Shivaga e a efectuar uma prece ritual antes e depois de cada massagem. Nos templos era praticada para a promoção da saúde e como forma de meditação. Só deixou de ser ensinada apenas nos templos ou por tradição familiar em sequência de em 1977 a World Health Organization ter estabelecido leis e regulamentos para o seu ensino. Há referencia a escritos relativos a massagens, no século 17, em folhas de palmeira que foram quase todos completamente destruídos pelas invasões Birmanesas em 1767. Sobreviveram alguns fragmentos que foram, em 1832, utilizados pelo Rei Rama III, aquando do Restauro do actual templo Phra Chetuphon mais conhecido por Wat Pho, para a construção de pedras com esquemas dos pontos e linhas de energia, uma biblioteca com bastante conhecimento sobre plantas e minerais usados com fins terapêuticos e estátuas com posturas de Yôga. Essas inscrições podem ser visitadas nesse templo em Bangkok, e, são ainda hoje uma fonte de informação técnica para terapeutas e estudiosos da massagem.ArtigoThai07
As inscrições revelam diagramas de figuras. 30 figuras da zona anterior e 30 da zona posterior esquematizando as linhas por onde circula energia e pontos de pressão suas funções e influencias no corpo.

A massagem recorre a pressões e alongamentos. As pressões são sedativas e juntamente com os alongamentos promovem o livre fluir energético. Nesta massagem os alongamentos são passivos. O terapeuta faz tudo, quem recebe está passivo. Como os alongamentos são assistidos fazem com que a massagem seja considerada “fazer Yôga” a quem recebe, considerando-se assim um tipo de Yôga passivo, ou como alguns referem na Tailândia, Yôga para preguiçosos.

ArtigoThai08Na Tailândia há dois grandes centros de ensino da massagem, que definem dois estilos diferentes.
O estilo de Wat Pho. Actualmente já não é um mosteiro mas sim um templo com uma reputação como escola muito forte que ensina tanto a Tailandeses como estrangeiros. É a principal escola do estilo do Sul. O estilo do Norte, que tem a sua base em Chiang Mai, no Instituto Shivaga Komaraphat, também conhecido como “Old Medicine Hospital” surgiu em 1960 e incorporou à massagem Real conhecimentos tribais das regiões envolventes no Norte da Tailândia, baseiam-se nas mesmas teorias e os efeitos são os mesmos. De qualquer maneira dentro de cada um deles existem muitas variações, muitas técnicas que são adaptadas ao paciente e ao terapeuta, desta forma uma massagem dada pode ser bastante distinta, dependendo das necessidades do paciente, ou em último caso da criatividade do terapeuta.

ArtigoThai09A massagem é considerada espiritual e sagrada e sempre esteve relacionada com os ensinamentos de Buddha.
Dar massagem era compreendido pelo Budismo Theravada, como uma forma de desenvolver o estado de “Metta”, cuja tradução pobre e bruta quer dizer: amor incondicional.
O massagista a trabalhar neste estado desenvolve uma intuição pela energia que corre no corpo. Sem esta consciência a massagem torna-se mecânica e perde o seu poder.
Diz-se que Shivaga intercede pela saúde dos pacientes, e que transmite a cura, pelas mãos do terapeuta que serve de canal para a sua energia. Assim sendo confiam na habilidade do grande Médico de guiar as mãos do terapeuta durante a massagem.

ArtigoThai10Os benefícios desta massagem são holísticos, para o corpo, para a mente e para o espírito.
Tradicionalmente na Tailândia a massagem envolve comunhão com a família. É um costume os mais novos fazerem massagem aos mais velhos e os mais velhos que têm conhecimentos de plantas e naturopatia tratarem dos mais novos. Ajuda a manter a saúde, o bem estar e prolongar a vida porque fortalece o sistema imunitário. Previne e cura doenças e ajuda na reabilitação.
Melhora o sistema circulatório fortalecendo a circulação do sangue e da linfa, aumenta a força e eficiência muscular, relaxa os músculos, elimina toxinas, relaxa os tendões, aumenta flexibilidade e aumenta a mobilidade articular. Estimula e melhora a actividade dos nervos reduzindo a dor e melhora o funcionamento dos órgãos. Aumenta a profundidade de respiração.
Induz uma sensação de total relaxamento, reduzindo o stress. E finalmente quando a pressão é aplicada para despertar a energia nas linhas Sen vai induzir um estado meditativo e de união com o self.

Versão original  do artigo que escrevi para: Revista “Zen energy”, Número 2, Março 2009, Ano I, JOELI Publishing Portugal

Fotos: Rui Filipe Rodrigues para a “Zen energy”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: